A festa de Corpus Christi

A festa de Corpus Christi

A festa de Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV no século XIII. Proclama esta festa a gratidão a Deus pelo benefício supremo da Eucaristia.

A introdução desta festa foi na diocese de Liége em 1246, motivada pelas visões da Bem aventurada Juliana [+1258], freira agostiniana.

O Papa Urbano IV instituiu a festa de Corpus Christi para corrigir a infidelidade dos hereges que negavam a presença real de Jesus no Santíssimo Sacramento do altar, e estabeleceu que fosse celebrada na quinta-feira depois da festa da Santíssima Trindade.

O Concílio de Trento sublinhou o caráter de ação de graças e inclui como regra a procissão eucarística.

A festividade do Corpo de Deus é a solene comemoração, depois da quinta feira da semana santa, a instituição do Santíssimo Sacramento do altar. Agradecemos e louvamos neste dia o amor de Jesus pelo dom da Santíssima Eucaristia.

Celebrando a Santa Missa anunciamos a morte e ressurreição de Jesus Cristo. Sob esse aspecto a Eucaristia é um verdadeiro Sacrifício e alimento sobrenatural e espiritual dos fiéis, sinal de união e de paz entre os fiéis e penhor da união com Deus. “Omnes in Christo unum” [Todos somos um só em Cristo]

Hoje a festa não é mais uma ostensiva profissão de fé contra as heresias, mas uma manifestação de amor, união e comunhão com Cristo e com os irmãos [por isso a sugestão do gesto concreto de doação de materiais de consumo no dia da festa em nossa cidade de Presidente Prudente].

A Eucaristia que é a atualização do mistério do sacrifício de Jesus Cristo na cruz significa igualmente a reunião em torno da mesa eucarística. É o mistério de amor, da vida e da unidade.

É uma volta às origens da Igreja primitiva, quando os irmãos se reuniam em suas casas para repartir o Pão sagrado e assim participar juntos do Corpo e Sangue de Cristo.

 

Fechar Menu