Jesus Rock agita comunidade da paróquia de Santa Rita

Jesus Rock agita comunidade da paróquia de Santa Rita

Neste sábado (26/08), o salão paroquial da Igreja Santa Rita foi palco do evento Jesus Rock, que contou com a participação das bandas de rock Via 33 e The Flanders. O encontro reuniu a comunidade e teve muita música, pregações e louvores.

A primeira banda a se apresentar foi a Via 33. O grupo é do ABC Paulista, composto por JP no vocal, Paulo Márcio na guitarra, Adriano Reis no baixo, e Denílson Rufino na bateria. Com doze anos de história, é a segunda vez do Via 33 aqui em Prudente.

A banda começou com o objetivo de passar uma mensagem ao jovem católico, com uma linguagem mais específica para este público, na época o rock foi visto como uma opção. Atualmente eles observam uma mudança na juventude, “sempre tivemos um público fiel, que sempre está presente, mas não tem muito mais interesse do jovem na igreja. Uma das dificuldades hoje em dia é trazer mais jovens pra dentro da igreja, e hoje esse público está muito mais exigente e crítico, temos uma preocupação maior na hora de fazer nosso trabalho”, avaliou JP.

O nome Via 33 significa que Jesus é o único caminho e está ligado diretamente com a mensagem no grupo. “Nós queremos passar a verdade e uma vivência com nossas canções, mostrar ao jovem que existe um caminho diferente do que o mundo oferece, que podemos fazer mudanças e mostrar o lado bom de Deus, amor e paz”, concluiu o vocalista.

Finalizando o evento com muita irreverência e humor, The Flanders se apresentou pela primeira vez em Prudente. A banda de Campinas formada por 5 Minutos no baixo, Paulo na bateria, Jão na guitarra, Tchelão no vocal e Vinny na guitarra, começou os trabalhos em 1999, com a intenção de montar algo diferente, voltado para o humor.

No começo, o público que o grupo atraia era mais jovem, hoje em dia eles atendem também as crianças e o pessoal que cresceu junto com a banda e hoje são adultos. Ao longo dos anos, para eles a mudança não foi só no público, mas também na igreja. “Antes tinha muito preconceito dentro da igreja, mas hoje ela está mais aberta, com uma grande variedade e diversidade de estilos para atrair o pessoal, uma linguagem mais jovem”, explicou Tchelão.
O vocalista completa com a mensagem que a banda quer passar para o público, “não importa o que as pessoas falem ou pensem, você é importante para Deus, não importa sua aparência, jeito, gosto, o seu coração que é importante e vai te levar para o céu”, finalizou.
Juliana Marra (Pascom)

no images were found

Fechar Menu